top of page
  • UM CONCEITO

"Fome Fala" é o novo podcast de ficção científica narra vida na favela

Já ouviram falar do Rango de Classe?


Rango de Classe é um coletivo que nasce da reflexão política sobre alimentação e qualidade de vida na periferia e eles acabam de lançar o podcast "Fome Fala", uma série de ficção científica que aborda a fome sob um amplo sentido: a fome de sonhos, de futuro, de relações, de saúde, de afeto, de presença, de liberdade, etc.





“Fome Fala” é uma série de ficção científica em formato de podcast cujo cenário se confunde num curso temporal não linear, indo das favelas até alguma paragem de um Brasil ainda não colonizado. Produzido pelo coletivo Rango de Classe, o podcast já conta com dois episódios lançados, e segue construindo sua temporada com novos capítulos no Spotify e no YouTube.


A série se passa numa quebrada fictícia povoada por deuses, onde dois parças, separados pela vida, buscam uma forma não convencional de voltarem a se encontrar. “Parafraseando Mano Brown: cada favelado é um Universo em crise. E em nossos universos, a fome fala. Como seres humanos que pensam, sentem, andam, têm suas necessidades físicas e espirituais e muitas outras coisas, a fome que nos bate não precisa ser literal. Podemos sentir fome de um bom rango, mas também de afeto, de presença, de liberdade, etc.”, comenta Nayê Ribeiro, comunicador e membro do coletivo. Os personagens relacionam-se entre o mundo real e o imaginário a partir de seus estômagos, que passam a funcionar como um portal no momento em que vão dormir. A fome é vista sob um amplo sentido: a fome de sonhos, de futuro, de relações, de saúde. Desse modo, o coletivo trabalha e produz um outro tipo de alimento: o cultural.





Os episódios são nomeados em referência ao grupo de rap Racionais MC’s. D'Ogum, um dos roteiristas da série, comenta: “Os Racionais MC’s tem um contexto social importante no Brasil para a periferia e os jovens negros. É uma grande referência, que formou parte do pensamento crítico não só do pessoal do coletivo como também de toda uma geração, de suas consciências racial e social, de seus estilos. Há uma máxima popular por aí que diz que, para toda situação da vida, existe uma frase deles que contextualiza o momento, e eu concordo.”


“”Fome Fala” é um projeto único porque tem uma narrativa que mistura a fantasia com a realidade da maioria das pessoas que vivem nas quebradas do Brasil afora. No episódio 3, por exemplo, nós acompanhamos os parças voltando no tempo lógico até a época da invasão europeia onde eles tentarão mudar o curso da história. Nesse percurso, acompanhamos também as reflexões que eles desenvolvem a partir de suas experiências de vida ao serem sugados para dentro de uma ampulheta. Eles são filósofos iguais aos que a gente conhece no nosso dia a dia”, diz Ronaldo, também roteirista da série.

6 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page