• UM CONCEITO

Gabriellê e Ingrid Martins

“Essa é, sim, uma love song. Mas, nas entrelinhas, trago também um valioso lembrete de manutenção do autocuidado. Acredito que essa seja uma mensagem importante, sobretudo para nós, mulheres negras, que não fomos incentivadas socialmente a nos priorizar. Precisamos! Precisamos falar sobre o amor que não anula quem somos. Como canto nesse trabalho, não vá esquecer de ti”.



“Gosto de compor sobre coisas que me inquietam. Nesse momento, vivo uma relação que é muito leve. Eu e Ingrid trocamos e aprendemos muito uma com a outra. Isso é inspirador e acho importante dizer que “músicas LGBTQIA+” precisam ser naturalizadas e consideradas só músicas...pra quem quiser ouvir, pra quem quiser sentir”, destaca a artista que vem se movimentando como uma das principais apostas da música preta brasileira. Aqui, evidenciada por elementos do rap, neosoul e pop.

4 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

CKAY