• UM CONCEITO

Gali Galó lança "Amor de Furacão"

Gali Galó é artista independente, precursore do movimento do Queernejo - o sertanejo feito por pessoas LGBTQIA+. Identifica-se como uma pessoa não binária transmasculina e faz uso dos pronomes neutros (elu/delu). Não se identifica nem como mulher, nem como homem, e sua expressão de gênero também não é limitada ao feminino ou masculino (prevalecendo esta última).



Gali investe no brega, no pop e no bom humor em “Amor de Furacão” e acredita que o direito de amar e de receber amor deveria ser atribuído a todes e é sobre isso que trata o enredo do seu clipe. Na produção vive um sentimento avassalador, no qual mergulha profundamente e, além disso, brinca com a militância de forma descontraída, resultando em originalidade que vai desde a construção da narrativa, até a sonoridade da canção. "A sofrência também faz parte das nossas narrativas, a diferença é que, para nós, pessoas LGBTQIA+ tudo é mais intenso no campo da afetividade. Vejo que o amor tem um peso duplo, é um lugar extremamente bom, mas muito perigoso porque, na maioria das vezes, acaba nos ferindo", diz Gali Galó.

3 visualizações0 comentário